Batalha acolhe o IV Congresso Internacional Educação e Acessibilidade em Museus e Património

Data da notícia: 16, Setembro 2017

Batalha acolhe o IV Congresso Internacional Educação e Acessibilidade em Museus e Património

 

De  2, 3 e 4 de Outubro discute-se em Lisboa e na Batalha o tema «Formação para a Inclusão: A Acessibilidade Universal é exequível? , no bianual Congresso Internacional Educação e Acessibilidade em Museus e Património que conta este ano com a sua IV Edição, depois de ter tido lugar em Múrcia (2012),  Huesca (2014) e Alicante e Villa Joyosa (2016).

O evento tem pretendido consolidar a discussão da Educação e da Acessibilidade em museus e património, desdobrando-se em abordagens transversais e integradoras que pretendem proporcionar um campo de reflexão multi e interdisciplinar, bem como procurar identificar boas práticas dentro desta mesma problemática.

Tal como nas anteriores edições, este ano o congresso contará também com diversos congressistas internacionais e nacionais, representando  diversas áreas de trabalho como museus, instituições académicas, equipamentos culturais, entre outras.

Na Batalha, estão previstas visitas de trabalho aos seguintes espaços de interesse:

                – Eco Parque Sensorial da Pia do Urso

                – Museu da Comunidade Concelhia da Batalha

                – Mosteiro da Batalha: Igreja e Claustros/Telhados e Coberturas

Os temas em discussão no Auditório Municipal da  Batalha, assentarão em torno da investigação académica e nas práticas profissionais. Contar-se-á com as seguintes conferências:

Célia Sousa (Investigadora e docente do Instituto Politécnico de Leiria) –A Ciência fora de portas), 

Paulo Batista Santos (Presidente  da Câmara Municipal da Batalha)  – Batalha: Concelho acessível

Santiago González (Museu Nacional del Prado) e Ester de Frutos (Museu Nacional del Prado), Formando mediadores: capacidades diversas que construyen un Museo del Prado para todos. 

M. ª José Aguilar Carrasco, M. Vallés Planells, Micael  Gielen e Francisco Galiana Galán (UPV), La información en las webs oficiales de los Parques Nacionales de la Península Ibérica. Cómo y sobre qué informar, para garantizar los estándares de Accesibilidad Universal.

Virgínia Gomes (Museu Nacional de Machado de Castro) e Célia Sousa (IACT, ESECS, Instituto Politécnico de Leiria), Novos paradigmas de comunicação em museus: dois contributos para a promoção da acessibilidade intelectual e social de pessoas com necessidades especiais.

Mais informações poderão ser consultadas em:

 

https://eamp2017.wordpress.com/pagina-inicial/

Toda a informação sobre o evento se encontra disponível em

https://eamp2017.wordpress.com/pagina-inicial/

Apresenta-se, de seguida, o programa previsto.

 

 2 de Outubro, Segunda-Feira, Lisboa – Museu Nacional dos Coches

09h00 – Registo e recepção de conferencistas e participantes

 Sala 1 – Auditório

09h30 – Sessão de abertura

10h00 – Conferência de abertura | Álvaro Laborinho Lúcio (Jurista) – Título:  Ética, Inclusão e Lei.

10h30 – Debate

10h45 – Pausa para café

11h00 – 12h15 – Formação para a Inclusão: como e onde se ensina? (Casos de Estudo)

 Moderação: Álvaro Laborinho Lúcio (Jurista)

11h00 – Conferência | José Vale (Museólogo, IHC – FCSH/NOVA) – Título: O ensino da Acessibilidade Universal em Museus e Património. Caso português.

11h30 – Conferência | Antonio Espinosa (Museólogo, Director do Vilamuseu – Villajoyosa) e Juan García Sandoval (Museólogo, Conservador de Museus da Comunidade Autónoma da Região de Múrcia) – Título: La Acessibilidad Universal en Museos y Patrimonio y la oferta formativa. El caso español.

12h00 – Debate

Sala 1 – Auditório

12h15 – 13h30 – Formação para a Inclusão: como e onde se ensina? (Painel 1)

Moderação: Filipe Trigo (Metropolitano de Lisboa)

12h15 – Conferência | Begoña Consuegra Cano (UNED), Por qué fracasan las políticas de accesibilidad universal aplicadas en el campo del Patrimonio cultural?

12h30 – Conferência | Fernanda Santana Castro (Museu da Chácara do Céu/IBRAM), O debate sobre acessibilidade no Programa Nacional de Educação Museal do Brasil.

12h45 – Conferência |Encarna Lago Gonzaléz (Rede Museística Provincial de Lugo), Experiencias innovadoras de formación e inclusión social, en la red museística provincial de Lugo, referenciadas como buenas prácticas en la UE.

13h00 – Conferência | Pedro J. Lavado Paradinas (UNED Madrid/ Ateneo y Museo Utoplía), Cursos y talleres para guías y personal de museos, dedicados a grupos y personas con problemas de accesibilidad y discapacidad o de inclusión.

13h15 – Debate

13h30 | 15h00 – Almoço livre

Sala 2 – Biblioteca

12h15 – 13h30 – Formação para a Inclusão: como e onde se ensina? (Painel 2)

Moderação: Inês Fialho Brandão (museóloga, National University of Ireland)

12h15 – Conferência | Judite Santos Primo (CeiEd – Universidade Lusófona) e Pedro Pereira Leite (Centro Estudos Sociais), A Sociomuseologia como proposta de formação integral.

12h30 – Conferência | Helena Minuesa (Ajuntament de Sant Cugat del Vallès, Barcelona), La cultura como arma de construcción masiva. Algunas buenas prácticas para trabajar la inclusión en el ámbito museística.

12h45 – Conferência | Ricardo Moreno Rodríguez (Universidad Rey Juan Carlos), Antonio Tejada Cruz (Universidad de Granada) e José Luis López Bastías (Universidad Rey Juan Carlos), Implantación de la materia “Accesibilidad universal y diseño para todos” como actividad obligatoria en los títulos de grado: la experiencia de la Universidad Rey Juan Carlos.

13h00 – Conferência | Matheus Rocha (UNIRIO), Processo de criação metodológico para mediação destinada ao público com deficiência visual.

13h15 – Debate

13h30 | 15h00 – Almoço livre

Sala 1 – Auditório

15h00 – Conferência | Silvana Bessone (Museu Nacional dos Coches) – Titulo: Um Museu Para Todos  – Guião de Visita em Braille.

15h30 – Visita de trabalho ao Museu Nacional dos Coches

Condução da visita: Silvana Bessone (Museu Nacional dos Coches)

16h30 – Pausa para café

Sala 1 – Auditório

16h45 – 18h00 – Formação para a Inclusão: como e onde se ensina? (Mesa Redonda)

 Moderação: Antonio Espinosa (Museólogo, Director do Vilamuseu – Villajoyosa) / José Vale (Museólogo, IHC – FCSH/NOVA)

 Participantes – Ana Carro (AEM); João Neto (APOM); José Alberto Ribeiro (ICOM-PT); Pedro Pereira Leite (Un. Lusófona)

18h00 – Encerramento dos trabalhos

 

3 de Outubro, Terça-Feira, Batalha

08h00 – Partida para a Batalha

(Ponto de encontro: centro de Lisboa, local a designar. Transporte cedido pela Câmara Municipal da Batalha)

 10h00 – 14h00 – Visitas de trabalho a:

 – Eco Parque Sensorial da Pia do Urso  (pausa livre para café) 

 – Museu da Comunidade Concelhia da Batalha

 – Mosteiro da Batalha

 14h00 – 15h30 – Almoço Livre

Câmara Municipal da Batalha

 15h30 – 16h45 – Investigação académica e prática profissional: romper barreiras e criar pontes (parte 1)

 Moderação: | Cíntia Silva (Vereadora da Câmara Municipal de Batalha)

 15h30 – Conferência | Célia Sousa (Investigadora e docente do Instituto Politécnico de Leiria) – Título: A Ciência fora de portas…

 16h00 – Conferência | Paulo Batista dos Santos (Presidente da Câmara Municipal da Batalha) – Título: Batalha: Concelho acessível

 16h30 – Debate

 16h45 – Pausa para café

 17h00 – 18h00 – Investigação académica e prática profissional: romper barreiras e criar pontes (parte 2)

 Moderação: Ana Mercedes Stoffel (Museóloga)

 17h00 – Conferência | Santiago González (Museu Nacional del Prado) e Ester de Frutos (Museu Nacional del Prado), Formando mediadores: capacidades diversas que construyen un Museo del Prado para todos.

17h15 – Conferência | M. ª José Aguilar Carrasco (UPV), M. Vallés Planells (UPV), Micael Gielen (UPV) e Francisco Galiana Galán (UPV), La información en las webs oficiales de los Parques Nacionales de la Península Ibérica. Cómo y sobre qué informar, para garantizar los estándares de Accesibilidad Universal.

17h30 – Conferência | Virgínia Gomes (Museu Nacional de Machado de Castro) e Célia Sousa (IACT, ESECS, Instituto Politécnico de Leiria), Novos paradigmas de comunicação em museus: dois contributos para a promoção da acessibilidade intelectual e social de pessoas com necessidades especiais.

 17h45 – Debate

18h00 – Encerramento dos trabalhos e regresso a Lisboa.

 

4 de Outubro, Quarta-Feira, Lisboa  – Museu Nacional dos Coches

09h00 – Recepção de conferencistas e participantes

Sala 1 – Auditório

09h30 – 11h15  – Práticas de Inclusão: um laboratório de ensino para a Acessibilidade Universal? (painel 1)

Moderação: Juan Garcia Sandoval (Museólogo, Conservador de Museus da Comunidade Autónoma da Região de Múrcia)

09h30 – Conferência | Filipe Trigo (Metropolitano de Lisboa) – Título: Design inclusivo e/ou Design exclusivo?

10h00 – Conferência | Patrícia Roque Martins (CITCEM – FLUP) – Título: O que é o acesso? Os diversos níveis de acesso em museus

 10h30 – Conferência | Alberto Arenghi (Univ. Brescia) – Título: Universal Design and its Application within Cultural Heritage

 11h00 – Debate

 11h15 – Pausa para café

 Sala 1 – Auditório

 11h30 – 12h30 – Práticas de Inclusão: um laboratório de ensino para a Acessibilidade Universal? (painel 2)

 Moderação: Isabel Victor  (Museóloga, Directora do Museu do Sporting)

 11h30 – Conferência | Daina Leyton (Museu de Arte Moderna de São Paulo), Acessibilidade transversal – Museu de todos.

 11h45- Conferência | María Florencia Puebla (ENAM, México), El derecho a ser diferente. La identidad transgénero en la problemática museal.

 12h00 – Conferência | Nathalia Winkelmann (CPRM) e Marta Ferreira (IRFJ), Ações transformadoras da divulgação científica das geociências.

 12h15 – Debate

 12h30 | 14h00 – Almoço livre

 Sala 2 – Biblioteca

 11h30 – 12h30 – Práticas de Inclusão: um laboratório de ensino para a Acessibilidade Universal? (painel 3)

 Moderação: Margarida Portela (IHC – FCSH/NOVA)

 11h30 – Conferência | Lorena Maria Peugnet Díaz (Directora de Música y Ceguera, México), Compositores ciegos en el barroco europeo: puesta en escena de su obra en producciones inclusivas.

 11h45 – Conferência | Joana Cottim (Laredo), Joana Macedo (Laredo – I2ADS – Núcleo de Educação Artística) e Susana Tavares (Laredo) Participação cultural em Língua Gestual Portuguesa.

12h00 – Conferência | Rui Avelans Coelho (Realizasom), Para mim, para ti, para todos! – Informação acessível e tecnologias inclusivas nos museus e património.

 12h15 – Debate

 12h30 | 14h00 – Almoço livre

 Sala 1 – Auditório

 14h00 – Apresentação de publicações acessíveis 2017

 14h30 – 15h45 – Práticas de Inclusão: um laboratório de ensino para a Acessibilidade Universal? (painel 4)

 Moderação: José Vale (IHC-FCSH/NOVA)

 14h30 – Conferência |Viviane Panelli Sarraf (Museus Acessíveis ME, USP), Curadorias Acessíveis – Exposição e Ações Educativas  criados em colaboração com representantes de novos públicos.

 14h45 – Conferência | Pilar Garcia (Museu del Ferrocarril de Cataluña), Ana Grande (Museu del Ferrocarril de Cataluña), Jordi Medina Jiménez (Museu del Ferrocarril de Cataluña) e Irene Raya (Museu del Ferrocarril de Cataluña), Replantear un museo apostando por la accesibilidad desde un inicio. El caso del Museo del Ferrocarril de Cataluña.

 15h00 – Conferência |Jamile Cezar de Moraes (Faccat Faculdades Integradas de Taquara-RS), Contribuições do profissional do turismo para o desenvolvimento da acessibilidade e da inclusão.

 15h15 – Conferência | Mª Ángeles Polo (Museu Nacional de Escultura, Valladolid) e Federico Rodríguez (Estudio Muda Arquitectura), “Callemuseo, un proyecto inclusivo de participación ciudadana”.

15h30 – Debate

 15h45 – Pausa para café

 16h00 –  Conferência de Encerramento | Hugues de Varine (Museólogo) – Título: O Acesso de Todos ao Bem Comum: o caso do Património.

16h30 – Debate

 16h45 – Debate final | Conclusões

 Moderação: Hugues de Varine (Museólogo)

 18h00 – Sessão de encerramento